Getúlio Rêgo apontou a saída de Rosalba como um impacto na estrutura do DEM.

Segundo matéria publicada no Novo Jornal, o anúncio feito pela ex-governadora Rosalba Ciarlini de que deixará o Democratas (DEM) não representa a “extinção” do diretório local do partido, atestam seus aliados. O deputado estadual Getúlio Rêgo, que inicia seu nono mandato à frente da Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira, lamentou a iminente saída de Rosalba, mas reforçou que o DEM não arrefecerá mesmo com a “importante perda”, conforme definiu a possível mudança de Ciarlini para o Partido Progressista (PP).
Filiado ao antigo Partido da Frente Liberal (PFL), antecessor do DEM, desde o início de sua vida política, em 1982, Rêgo fez questão de elogiar a postura e o talento político da mossoroense. “A única coisa que tenho a dizer é que lamento a saída dela do partido. É uma pessoa valorosa, faria falta a qualquer legenda. Em minha opinião faltou diálogo, entendimento. Pessoalmente, lutei muito para que isso não acontecesse. Infelizmente não houve a consumação dessa vertente tão importante, diria até imprescindível, na política”, declarou. Getúlio Rêgo apontou a saída de Rosalba como um impacto substancial na estrutura do partido.

 

Desenvolvido por Gilberto Designer