Projeto cria caixão biodegradável que vira árvore.

O projeto de dois artistas italianos tem o objetivo de revolucionar a forma como as pessoas são enterradas e preservar o meio ambiente. Em vez de caixões tradicionais, os corpos são colocados na “Capsula Mundi”, uma cápsula biodegradável que é plantada no solo junto com uma árvore.
O material da cápsula é especial, feito de amido de plástico, e funciona como uma semente para a planta, que é escolhida previamente pela família. Segundo os artistas Ana Citelli e Raoul Bretzel, a árvore utiliza os nutrientes do corpo, crescendo mais rápido.
“A árvore é escolhida quando a pessoa está viva. Parentes e amigos cuidam dela após a morte do indivíduo. Os cemitérios deixariam de ser lugares cheios de túmulos para virarem uma floresta sagrada”, diz o site do projeto.

 

Desenvolvido por Gilberto Designer