Protesto em redes sociais marca dois meses de greve na Uern.

A greve dos servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) completou dois meses, sábado (25). A data motivou protesto entre docentes, técnicos e estudantes da instituição, que direcionaram a redes sociais oficiais do Governo do Estado críticas para falta de resolução para a greve e o descaso com os servidores.
Em postagem na página oficial da Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) no facebook, membros da comunidade acadêmica denunciaram os dois meses de paralisação e a falta de resolução para o impasse no perfil oficial de Robinson Faria na rede social.

 

Desenvolvido por Gilberto Designer