Cantora Cláudia Leite não devolve dinheiro ao MinC.


Um processo movido pelo Ministério da Cultura (MinC) contra a cantora Claudia Leitte será encaminhado ao Tribunal de Contas da União (TCU), caso ela não se manifeste em até 180 dias. A pasta acusa a cantora de utilizar indevidamente recursos obtidos via Lei Rouanet e pede a ela que devolva R$ 1,2 milhão aos cofres públicos.
A artista havia pedido o apoio financeiro do governo para realizar uma turnê, em 2013, pelas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. No acordo, havia sido definido que a cantora distribuiria 8,75% dos ingressos gratuitamente, algo que não foi cumprido em nenhuma ocasião, segundo o MinC. Ainda de acordo com o ministério, a produção de Claudia cobrou ingressos num valor acima do que havia sido estipulado, não emitindo o extrato das contas de um show em Cuiabá (MT).
A assessoria de imprensa da artista afirmou que não se pronunciará sobre o assunto, mas a produtora da cantora já entrou com recurso, que segue sub júdice. Na época em que o caso veio à tona, um representante da Ciel Empreendimentos Artísticos, empresa de Claudia, afirmou que não havia erros na condução do apoio financeiro: “Na qualidade de advogado da produtora, informo que todos os eventos do projeto foram realizados e devidamente comprovados ao Ministério da Cultura”.
De acordo com o MinC, a produtora de Claudia Leitte ficará inabilitada para captar recursos durante três anos. Os projetos em execução também sofrerão sanções. A situação deverá ser resolvida caso a cantora se manifeste.

 

Desenvolvido por Gilberto Designer